Fazer cardio em jejum é bom ou ruim?

Muitas pessoas dizem que cardio em jejum ajuda a queimar gordura. Contudo, há um debate sobre se este é ou não o caso.

cardio em jejum

Existem opiniões diferentes sobre isso, que diz que se baseia na premissa de que ter níveis de insulina ou glicose muito baixos obriga o corpo a obter energia de outras fontes, como a gordura corporal acumulada.

Assim, fazer cardio com o estômago vazio faz com que o corpo consuma mais energia e queime mais gordura. No entanto, esta prática envolve fazer cardio moderado e não muito intenso. Esqueça os treinos de hit de alta intensidade do programa queima de 48 horas no período em jejum.

A afirmação tem sua lógica, no entanto, existem aqueles que discordam desta teoria.

Artigo relacionado: Dieta para gastrite e refluxo

O funcionamento do metabolismo

Para saber com certeza se a teoria da queima de gordura em jejum é verdade, devemos saber um pouco mais como nosso metabolismo funciona no processo de queima de gordura.

Você conhece os triglicerídeos? Eles são um tipo de glicerol pertencente à família de lipídios, ou seja, as gorduras. Os triglicerídeos são o modo de armazenamento de energia do nosso organismo.

Nosso metabolismo, o que faz é converter os alimentos que consumimos em energia, no entanto, aqueles que não se convertem (porque você não precisa mais de energia) são armazenados no corpo sob a forma de gordura.

Para queimar gordura, o que precisamos é liberar triglicerídeos que se acumulam e para isso é necessário um processo para quebrar sua cadeia, o que significa separá-los em seus dois compostos: ácidos e glicerol.

Este processo é realizado pelo Sensitive Lipase Hormone (HSL) que atua através da insulina. Desta forma, retarda a mobilização de gorduras e também as cacolaminas (adrenalina e noradrenalina) que fazem com que a gordura se mova.

É por isso que, quanto maior o nível de insulina em nosso corpo, mais difícil será queimar gordura. Isso é baseado naqueles que afirmam a teoria da queima de gordura em jejum, já que antes de tomar qualquer alimento nossos níveis de insulina e glicose são muito baixos.

Uma vez quebrados, os triglicerídeos passam para o sangue através de uma proteína chamada albumina que os transporta para qualquer parte do corpo onde eles podem ser usados.

No entanto, deve-se ter em mente que, para que os triglicerídeos sejam utilizados como energia e não se acumulam como gorduras, é necessário que adiram às mitocôndrias celulares, e isso será feito através de uma enzima chamada CPT.

Portanto, a teoria da queima de gordura com o estômago vazio não é inteiramente válida, pois outros processos são necessários para que ela se torne energia.

Cardio em jejum, bom ou ruim?

Então, fazer cardio com o estômago vazio é bom ou ruim? Como explicamos, é verdade que baixos níveis de insulina tornam mais fácil queimar gordura .

No entanto, embora a teoria esteja certa nesse ponto, você deve levar em conta outros fatores quando se trata de queimar gordura.

O cardio que é feito em jejum é de baixa intensidade, queimando a gordura acumulada e transformando-a em energia. No final, estaremos queimando gordura sim, mas muito devagar.

Intensificar os níveis de cardio não melhorará a situação, pois no jejum eles têm efeitos opostos ao que queremos alcançar. Altos níveis de cardio em jejum têm conseqüências, como a perda de massa muscular que tanto lhe custou.

Quando o corpo não tem energia suficiente porque já queimou todas as gorduras, faz isso através da aquisição de outros lugares, como os músculos.

Se você deseja fazer cardio com estômago vazio, os melhores são exercícios de baixa intensidade, como andar de bicicleta, caminhadas ou esteira com leve inclinação (não corre intensamente).

Como emagrecer no inverno, apesar das festas

O inverno é uma estação engraçada. Para muitos (no hemisfério norte), é longo período de festas, começando no Halloween, passando no “Thanksgiving” em alguns países até ao Natal e à grande comemoração do Novo Ano.

Com toda esta felicidade e divertimentos, milhões de pessoas acabam por ganhar peso, desprezando todos os esforços feitos ao longo do ano até se depararem com a necessidade de traçar os objetivos para o ano novo. Com efeito, as pessoas sentem-se então frustradas e responsabilizam o seu regime de perda do peso, não compreendendo que o inverno coloca desafios especiais no nosso corpo, para não mencionar o impacto da estação das festas nos nossos hábitos alimentares e no nosso metabolismo.

exercicio no inverno

Veja como pôde ganhar peso durante o inverno:

A estação das festas pode ser a maior culpada – comemos exageradamente, comemos alimentos não adequados para os nossos corpos, e não resistimos ao excesso de açúcar, gordura e calorias (para não mencionar o elevado índice de hidratos de carbono da maioria dos alimentos da época). O tempo frio força-nos a permanecer mais frequentemente encerrados em casa, reduzindo a nossa actividade física e não retardando o nosso metabolismo, bem como também fazemos os nossos corpos perderem poucas calorias.

Para compensar o tempo frio temos tendência a aumentar a nossa ingestão de alimentos gordos e açucarados (alimentos de conforto), com calorias elevadas mas reduzidos em todos os nutrientes necessários e difíceis de processar pelo corpo.

Os nossos corpos reagem ao frio reduzindo as nossas funções corporais, inclusivé o nosso metabolismo.

As contas são simples de se fazerem. Se tomar mais calorias, e começarmos a queimá-las em menor quantidade, começamos logo a acumular rapidamente aqueles quilos que não queriamos ganhar.

Então, qual é o segredo para manter o seu peso sob controlo no inverno? Como pode manter os seus objectivos de perda de peso mesmo quando o mundo à sua volta (o estado do tempo e a estação das festas) e o leva a ganhar peso?

Eis uma estratégia em três tempos para emagrecer no inverno e na altura das festas:

Aumente o seu metabolismo para contrapor aos efeitos do tempo, da falta de exercício e da obtenção exagerada de calorias.

Reavalie os seus objectivos de perda de peso e os hábitos alimentares que permanecem na sua mente, favorecendo o aumento da aquisição de calorias durante a estação festiva e o inverno.

Estabeleça uma rotina diária que o leve a exercitar-se ligeiramente aí 15 minutos (no mínimo) para compensar a sua falta de actividade. “Mas espere aí, não nos tinha dito que não necessitávamos de exercício?”

Isso é verdade. Para perder peso, não necessita de exercício. No entanto, um exercício ligeiro no inverno tem dois benefícios principais: permite-lhe manter um nível de actividade regular (a menos que naturalmente, costume correr diariamente uns quilómetros e agora não o possa fazer por causa do tempo, caso em que alguns exercícios específicos de substituição se podem tornar necessários).

O exercício ajuda a queimar as calorias extra que se prepara para consumir. A época festiva tem o lado negativo de nos colocar em cenários sociais onde somos levados a comer mais (qualquer um que tenha querido recusar uma fatia mais de bolo-rei num jantar de família perceberá bem este problema).

Agora vamos analisar individualmente as três etapas.

Aumentando o seu metabolismo

O tempo frio afecta o corpo humano, reduzindo o seu metabolism. A falta da actividade física regular pode também fazer baixar a sua taxa metabólica, e tudo somado faz com que de repente se encontre numa situação em que está queimando significativamente menos calorias do que o normal. Para inverter este problema, faça o seguinte:

Beba Mais Água

A maioria de dietistas vêem a água como um elemento regulador – executa uma função biológica expelindo substâncias indesejáveis do seu corpo, ajudando à digestão e melhorando a circulação sanguínea.

Ademais, uma investigação recente feita na Alemanha usando o método da calorimetria indirecta num quarto fechado (uma maneira exacta de medir o consumo de energia) mostrou que beber 1/2 litro de água num local específico pode aumentar a sua taxa metabólica nuns fantásticos 30%!

Quer esteja preguiçosamente recolhido no seu quarto envolvido num cobertor quentinho ou empanturrando-se de doces nesta época, não se esqueça desta maneira fácil de activar a sua capacidade natural para queimar gordura. Beba 1/4-1/2 litro de água quando acordar e antes de iniciar cada refeição.

Para uma análise mais completa de como a água fria pode ajudar a elevar o seu metabolismo, leia artigos esclarecedores sobre os benefícios de beber regularmente água.

Exercício ligeiro

Para inverter o efeito que a humidade e o tempo frio provocam no seu metabolismo, faça 5 minutos de exercícios ligeiros duas ou três vezes por dia. Não precisa de nenhuns exercícios extravagantes, basta uma sequência simples constituída por alongamentos profundos. Considere isto como se fosse um simples aquecimento antes de uma sessão de treino em ginásio ou antes da sua corridinha diária, com a diferença que deve fazer isto quando acorda, uma vez durante a tarde e outra vez uma hora antes de se deitar.

Isto parece muito simplório mas os alongamentos servem para elevar e regular a temperatura do seu corpo.

O saltitar mesmo que seja feito na neve, ajuda a permanecermos quentes – contudo para nós, o aquecimento tem uma função mais importante; impede que o nosso metabolismo se retarde e permite que o corpo queime as calorias naturalmente.

Pesquisar publicadas

tai chiOs Artigos do Celafiscs são uma publicação onde você encontrará informações atualizadas sobre diversos artigos.

Selecione abaixo  e confira os últimos Artigos publicados:

  • ” Necessidades nutricionais no idoso ativo”.
  • ” Nutrição, atividade física e gestação”.
  • ” Impacto da menarca nas variáveis antropométricas e neuromotoras da aptidão física, analisado longitudinalmente “.
  • ” Manifesto de atividade física para Columbia”
  • “Nível de atividade física da população do estado de São Paulo: Análise de acordo com o gênero, idade, nível socioeconômico, distribuição geográfica e de conhecimento”.
  • Promotion of physical activity in a development country: The Agita São Paulo experience.
  • Efeitos do treinamento de Tai Chi Chuan na aptidão física de mulheres adultas e sedentárias
  • Frequência cardíaca e tempo de movimento durante o surfe recreacional
  • A força de mulheres idosas decresce principalmente após oito semanas de interrupção de um programa de exercícios com pesos livres
  • Atividade Física e Envelhecimento: Aspectos Epidemiológicos
  • Perfil do Nível de Atividade Física e Capacidade Funcional de Mulheres Maiores de 50 Anos de Idade de Acordo com a Idade Cronológica
  • Atividade Física & Saúde Cardiovascular
  • Nível de Atividade Física em Crianças
  • Gravidez e Atividade Física

CALENDÁRIO – 2004

JANEIROcalendario

05 – Retorno das atividades
15 – Deadline Congresso Europeu

FEVEREIRO

03  – Reunião Colegiado
AGITA VERÃO
02 a 27  – Pré-estágio

MARÇO

02 – Reunião Colegiado
01 – Início do estágio
15 a 17 – Encontro RAFA – Buenos Aires
24 – AGITA CARNAVAL
29 a 31 – Curso de Avaliação e Prescrição da Atividade Física

ABRIL

06 – AGITA MUNDO
13 – Reunião Colegiado
15 a 17- Projeto Ilhabela
22-23-29-30 – Avaliação 3ª Idade
25 a 29 – Congresso Mundial Promoção Saúde -Melbourne

MAIO

01 – AGITA TRABALHADOR
04 – Reunião Colegiado
6-7- Avaliação 3ª Idade
10 a 12 – Curso de Avaliação Física e Funcional do Idoso
13-14 – Avaliação 3ª Idade
17 – Estratégia Global – OMS

JUNHO

08 – Reunião Colegiado
2 a 5 – ACSM – Indianápolis

JULHO

03 a 6 – Congresso Europeu
13 – Reunião Colegiado
5 a 11 – Curso Internacional Agita Mundo – São Paulo
21 – Deadline XXVII Simpósio

AGOSTO

03 – Reunião Colegiado
6 a 11 – Congresso Pré-Olímpico – Tessaloniki
27 – AGITA GALERA

SETEMBRO

02-3-9-10- Avaliação 3ª Idade
14 – Reunião Colegiado
28 – AGITA MELHORIDADE

OUTUBRO

05 – Reunião Colegiado
07 a 09 – XXVII Simpósio
21a 23- Projeto Ilhabela

NOVEMBRO

04-05- Avaliação 3ª Idade
09 – Reunião Colegiado
11-12- Avaliação 3ª Idade

DEZEMBRO

07 – Reunião Colegiado
18-19 – Encerramento CELAFISCS – FESTA